terça, 04 dezembro 2018 11:26

Diabetes: qual o papel do doente, da família e do cuidador?

Nos dias 16 e 17 de novembro realizou-se mais uma edição das Conferências CUF, sob o mote “Diabetes, o presente e o futuro”. A Enf.ª Natacha Pedro, do Hospital CUF Viseu, moderou uma mesa-redonda durante os trabalhos e deixou o seu testemunho sobre a importância da abordagem multidisciplinar.

De acordo com a enfermeira, na sessão foi abordado o impacto da doença no dia-a-dia e quais as perspetivas em relação aos profissionais de saúde, como facilitadores neste processo de adaptação, seguindo-se depois um espaço para discussão.

“Relativamente à importância da abordagem multidisciplinar, as equipas onde os enfermeiros também estão integrados, estão lado a lado com o doente e não frente a frente, de forma a integrar a pessoa doente como elemento participativo desta equipa”, explicou a Enf.ª Natacha Pedro em entrevista.

A enfermeira falou ainda da importância do “apoio psicológico nos processos de adaptação e na gestão da mudança”, não só realizado nos doentes com diabetes, mas também noutras especialidades como Oftalmologia, Podologia, Nutrição e Cirurgia Vascular, entre outras.

“É importante não descurar a integração destas pessoas a nível social, com os seus pares, para se identificarem e terem referência”, reforça ainda a enfermeira, que considera que “trabalhar em equipa multidisciplinar é estarmos atentos às diferentes necessidades numa única pessoa”.” Não é o diabético, é a pessoa com diabetes, é preciso manter este foco, sendo o enfermeiro um elo fundamental para que o processo decorra da melhor forma”, conclui.

PUB

Planning

Endo Planning

Newsletter

Receba a nossa newsletter.

APOIOS:
.......................

merckA Menarini Diagnostics CERT