quarta, 25 janeiro 2017 10:49

Risco de infeção oral é maior nos diabéticos

A doença periodontal, que afeta os tecidos que conferem suporte dentário, desde a gengiva ao osso que envolve e suporta o dente, continua a não ser devidamente diagnosticada, nem dada a verdadeira importância ao seu impacto na saúde. 

No caso dos diabéticos o risco de infeção oral é maior do que na restante população, nomeadamente de doenças como gengivite, periodontite, cárie, problemas nas glândulas salivares ou de sensibilidade.
No entanto, uma vez que atualmente a ligação entre a diabetes e a doença periodontal é ainda, por vezes, desvalorizada, o desafio é encontrar uma verdadeira e inovadora abordagem que envolva os profissionais de saúde, os doentes e um ecossistema diverso de transdisciplinaridade e que se traduza na mudança efetiva de comportamentos.
Para debater esta e outras questões e encontrar soluções que possam ter impacto significativo na qualidade de vida da população, nomeadamente da população diabética e pré-diabética, numa óptica de prevenção, o C.E.M.A.S (Centro de Estudos da Mundo A Sorrir) promove, no dia 25 de março, na Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa, o II Simpósio, intitulado “Comportamentos: Diabetes e Saúde Oral”.
As inscrições podem ser feitas através do e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 
Para mais informações consulte o site www.mundoasorrir.org

 

PUB

Planning

Endo Planning

Newsletter

Receba a nossa newsletter.

APOIOS:
.......................

merckA Menarini Diagnostics CERT