quarta, 05 julho 2017 10:33

Especialistas querem definir um consenso sobre adoçantes

Estiveram reunidos, em Lisboa, 67 especialistas de diferentes áreas, tais como Nutrição e Dietética, Endocrinologia, Saúde Pública, Pediatria, Enfermagem, Atividade Física, entre outras, com o intuito de analisarem o papel dos adoçantes sem ou de baixas calorias na alimentação, a sua segurança, as medidas regulatórias e os aspetos nutricionais e dietéticos do seu uso nos alimentos e bebidas.

Este encontro aconteceu nos dias 3 e 4 de julho e foi organizado pela Fundação para a Investigação Nutricional (FIN), com a colaboração da Universidade Lusófona de Lisboa, bem como o apoio e a participação de um total de 42 sociedades e fundações de nutrição e dietética, sociedades médicas, universidades e centros de investigação europeus e ibero-americanos

O evento foi realizado no sentido de se obterem respostas face ao interesse e esforço da FIN para rever e divulgar os aspetos relacionados com a segurança e os benefícios dos adoçantes sem ou de baixas calorias, utilizados como substitutos do açúcar e de outros adoçantes calóricos. Desta forma, a Fundação quer contribuir para a redução do consumo de açúcares adicionados a partir de alimentos e bebidas, num contexto da prevenção e do tratamento da obesidade e de doenças relacionadas com a mesma.

Os adoçantes sem ou de baixas calorias são usados numa grande variedade de produtos do setor da alimentação e das bebidas, nos quais se incluem os gelados, batidos, bebidas vegetais, néctares e bebidas à base de sumo, os iogurtes, os refrescos, bolachas, as pastilhas elásticas, os doces e até produtos farmacêuticos, para proporcionar um sabor agradável a muitos medicamentos.

 

 

PUB

Planning

Endo Planning

Newsletter

Receba a nossa newsletter.

APOIOS:
.......................

merckA Menarini Diagnostics CERT