quarta, 13 dezembro 2017 12:13

Associações portuguesas assumem dianteira no combate ao sal

A Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP), a Associação Portuguesa de Celíacos(APC) e a Fundação Portuguesa de Cardiologia (FPCardiologia) estabeleceram um protocolo de cooperação com o Continente, subscrevendo o compromisso de promover uma alimentação saudável e disponibilizando-se para trabalhar em conjunto no melhoramento dos produtos da marca.

Depois do aumento de impostos sobre produtos com elevado teor de sal ter sido chumbado na proposta de Orçamento de Estado para 2018, com votos contra do PCP, PSD e CDS, uma decisão já criticada pela Ordem dos Nutricionistas que, em comunicado de imprensa, defende que “não é aceitável, e é até lamentável, que alguns dos representantes na Assembleia da República se demitam de legislar a favor da saúde e do bem-estar dos portugueses”, as três entidades assumem, assim, a dianteira na resposta à necessidade de se disponibilizarem produtos mais saudáveis, com menos açucares, menos gorduras e menos sal, mas, também, produtos para consumidores com necessidades nutricionais específicas.

A assinatura dos protocolos decorreu no dia 28 de novembro, no Mercado da Ribeira, em Lisboa, numa ocasião que serviu, também, para o Continente anunciar algumas medidas que está já a implementar para promover uma alimentação saudável.

Em comunicado, a marca destaca a reformulação e requalificação de mais de 30 produtos de marca Própria Continente, nomeadamente, nas categorias de lacticínios, bebidas, bolachas, sobremesas, compotas e snacks salgados, mas também, para o semáforo nutricional dos seus produtos, que permite aos consumidores saberem o que devem consumir mais ou menos.

Galeria de Imagens

PUB

Planning

Endo Planning

Newsletter

Receba a nossa newsletter.

APOIOS:
.......................

merckA Menarini Diagnostics CERT